Top Menu

Foto: Architect of the Capitol

Em algum momento você já parou para pensar como era ser fotojornalista há 100 anos atrás? Câmeras imensas, chapas de colódio, além da demorada forma de revelação. Hoje em dia é tudo muito mais simples, basta transmitir as imagens online e logo elas já estarão circulando pela internet. Este avanço tecnológico gigante no mundo, não só da fotografia, mudou e muito a maneira de se fazer fotojornalismo.

Com esta modificação, os fotojornalista se tornaram realmente os donos de suas fotografias e de seu trabalho, e com certeza eles merecem ganhar muito mais por isso. E foi pensando nisso que cinco fotógrafos, um jornalista e um designer criaram o Fotos Publicas, um site de distribuição de imagens gratuitas.

crédito: Carlos Alberto/Imprensa-MGCidade de Ouro Preto-Minas Gerais

Mesmo com reclamações de algumas agências brasileiras de fotografia, o Fotos Publicas tem um forma bem interessante de distribuição de fotos de todo o mundo no sistema Creative Commons.  As fotografias ficam disponíveis para download em alta definição e podem ser utilizadas tanto eletrônicas como impressas, as únicas regras são que as fotos sejam utilizadas para fins jornalísticos e lógico, tenha os créditos do fotógrafo e a fonte.

Um dos criadores, Jorge Araújo, acredita que o padrão das imagens estão mais elevados, e diz que os fotógrafos são pautados para coberturas especificas e com um pagamento muito melhor. Ele também diz que o Fotos Públicas deixou a distribuição de imagens muito mais democratizada, já que muitos sites, blogs e jornais não possuem verba suficiente para contratar um fotógrafo ou agência para cobertura maiores.

Eu teria muita coisa para falar sobre o Fotos Públicas aqui para vocês, então entrem no site e descubram como funciona a nova forma de fazer fotojornalismo.
Rafting em Jaciara, no Mato Grosso. Foto: Tony Ribeiro/ Secom/ GEMT


- TOP OFERTAS -


- PUBLICIDADE -


About The Author

Ela consegue passear por diversas áreas profissionais. Formada em Gestão Bancária, sempre teve uma grande paixão pela gastronomia. Especializou-se na área e começou sua nova vida de blogueira. Criadora e diretora do projeto Marola com Carambola, sentiu necessidade de conhecer o mundo da fotografia e da edição, nascendo assim o Conexão Fotográfica.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close